Meu perfil
BRASIL, Sudeste, SAO PAULO, VILA APARECIDA IVONE, Homem, de 36 a 45 anos



Arquivos

Outros links
 As últimas
 Pablito na Austrália
 br.br101.org - china
 Projeto Bagagem
 Blog do Josias
 Astronauta solitário
 Geneton Moraes Neto
 Poeira Zine




Vicissitudes
 


EMBUSTE AMBIENTAL

Estou convencido de que as bases teóricas que explicam o propagado processo de aquecimento global causado pelo ser humano são falsas. Não só pelo vazamento de e-mails de cientistas britânicos que estariam boicotando os críticos dessa tese (mais detalhes, aqui). Mas também, e principalmente, porque tenho ouvido argumentos de especialistas sérios segundo os quais o mundo estaria se resfriando (veja um deles, o climatologista Luiz Carlos Molion, aqui). E mais: a contribuição do homem para o tal efeito estufa seria irrisória, assim como a influência dos gases da atmosfera para a temperatura do planeta. Na verdade, os grandes responsáveis pelas variações dos termômetros seriam os oceanos e o sol, o que me parece bastante razoável. Quanto ao degelo nos polos, a explicação teria mais a ver com correntes marítimas e fenômenos associados a elas do que com o aquecimento global. Enfim, o calor excessivo nas cidades seria explicado pela substituição da vegetação por concreto, piche, metais e plástico. Ora, se realmente o embuste for verdadeiro, estamos em maus lençóis. O que haveria por trás dos debates na Dinamarca, que nada me parecem ter de científicos? Já li a respeito de tentativas de controle da natalidade, construção de um governo mundial e inspirações totalitárias. Temo pelo futuro político da Terra. O que decidirão os tribunais internacionais que estão por vir?

Não gosto de respirar ar poluído, sinto-me corroído ao ver rios encardidos, tenho fixação por soluções que ajudem a resolver a questão do lixo, acho o consumismo uma prática nociva à saúde, sou um apaixonado praticante de trekking em reservas ecológicas e considero o debate em torno do manejo do solo fudamental para a melhora da convivência entre o homem e a natureza... Mas me recuso a integrar a massa de manobra de grupos com interesses pouco claros, que orquestram e fundamentam uma perigosa cruzada verde. A grana por trás dessa guerra e o radicalismo quase religioso dos argumentos já seriam suficientes para me deixar com a pulga atrás da orelha. Agora, ao assistir a cobertura quase panfletária da mídia em relação aos assuntos ambientais, vejo que há realmente algo de estranho nessa pseudo unanimidade. O debate ambiental está desvirtuado. Por que só tem legitimidade quem luta contra o aquecimento global? Às favas!     



Escrito por Giuliano Agmont às 13h56
[] [envie esta mensagem
] []



 
  [ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]